Resenha: Pseudônimo Mr. Queen

by - segunda-feira, novembro 14, 2016

hora-da-leitura-resenha-pseudonimo-mr-queen
ISBN-13: 9788590956013

ISBN-10: 8590956016
Ano: 2015 / Páginas: 404
Editora: Edição do autor para divulgação

Olá pessoal! Como estão?
Hoje eu to aqui para poder falar do livro Pseudônimo Mr. Queen, da autora Loraine Pivatto. Eu fiz um post especial aqui no blog sobre o Book Tour que ela estava realizando, recebi ele no mês passado e agora to trazendo a resenha aqui pra vocês, caso queiram mais informações de como participar, é só clicar neste link.
Muito bem, vamos para a resenha!

Eu terminei o livro há alguns minutos e já vim correndo fazer uma resenha, porque sinceramente, ainda não sei o que achei desse livro pretendo descobrir junto com vocês conforme for escrevendo hahahaha.
A premissa do livro é muito boa, o mundo que nós conhecemos acabou em 21 de dezembro de 2012, de acordo com as previsões Maias e um novo mundo começou com algumas pessoas restantes do mundo antigo. Uma nova ordem mundial é estabelecida, através dos sonhos as pessoas são informadas como o novo mundo funcionará: não haverá mais mortes prematuras, doenças, dinheiro, ou qualquer tipo de desigualdade, todo o mundo será igualitário, e a partir de agora haverá duas vidas, uma que durará até os 70 anos e outra que começará dos 20 aos 100 anos, basicamente quem morre aos 70 volta a vida com 20 anos novamente em outro plano lembrando de tudo o que viveu na vida anterior, só existe uma forma de morrer, e apenas algumas pessoas sabem desse segredo e ele deve ser mantido guardado à 7 chaves.
Eu gosto muito desse tipo de livro, mas acho que faltaram explicações para os acontecimentos, não há uma explicação de como ocorre essa transição entre o mundo antigo e o novo, não é como se um meteoro tivesse caído na terra e levado à devastação, as pessoas simplesmente acordaram com esses sonhos na mente sem ter ideia alguma do que aconteceu, ficou vago, isso me incomodou um pouco; sem contar que quando acordam no novo mundo, todos parecem extremamente calmos e lidando super bem com a mudança, quando o mais normal seria surtarem, essa tranquilidade é agoniante na hora de ler o livro.
Tendo isso em mente, vamos falar da personagem principal, Regina é uma sobrevivente que foi traída pelo marido com a melhor amiga, ela descobre isso perto da transição de um mundo para o outro, então essa nova vida é uma espécie de recomeço, tanto para o mundo, quanto para ela. Ela sabe o segredo da morte, mas sabe também que esse é um segredo que deve ser mantido assim.

É extremamente difícil falar dos personagens desse livro, primeiro porque são muitos e segundo porque eles voltam depois, então temos duas fases de cada personagem, mas as principais são Regina, sua neta Larissa e sua bisneta Vitória. Eu não consegui me conectar com elas, em nenhum momento, muitas das atitudes delas são completamente sem embasamento, o que atrapalhou muito na hora de avançar com o livro. E os outros personagens também são muito vagos, apesar de cada um deles ter o seu papel, muitos deles poderiam ter passado despercebido ao longo do livro.
Se você espera saber de cara quem é o Mr. Queen, que dá nome ao livro, já digo para ter paciência, o personagem só é citado na metade do livro e só é revelado no final, o que não é de todo ruim, porque é bem surpreendente, aliás eu fiquei muito contente com o final, não era algo que eu esperava e me surpreendeu de forma positiva. 
Outro ponto muito negativo é a passagem do tempo, ele acontece de forma muito vaga, sendo que nesse livro ele deveria ser melhor demarcado, por conta dos anos das vidas e etc., aconteceu de em um parágrafo estar em um ano e no parágrafo seguinte 2 anos terem passado e você fica um pouco perdido se não prestar atenção.

Agora vamos falar de coisa boa, o livro tem uma crítica muito forte à humanidade. Eu gostei muito disso, apesar de ser um recomeço o ser humano se mostra com os mesmos defeitos: orgulhoso, prepotente, egoísta, maldoso etc., ou seja, o mundo mudou mas a gente não, e isso fica bem claro quando ao perceberem que não existe mais dinheiro e todos são iguais, as pessoas começam a competir entre si com as suas qualidades, atributos físicos e feitos do âmbito profissional, de forma doentia, transformando essa pontuação numa meta que deve ser alcançada a qualquer custo, qualquer custo mesmo. Essa pegada do livro ganhou muitos pontos comigo e foi um dos motivos pelo qual eu dei três estrelas para ele. 

Então pessoal, recomendo que vocês se inscrevam para participar desse Book Tour e conheçam o livro da Loraine, tirem suas próprias conclusões e claro, contem pra gente o que acharam também. A gente se vê no próximo post :*
assinatura-lor-hora-da-leitura

You May Also Like

8 comentários

  1. Eu até tinha falado com a autora do livro pra poder receber no começo de outubro, mas fui ler umas resenhas mais a fundo e não gostei muito do que li. O tema distópico me convenceu muito, mas como em um outro post de vocês, que falava se o plot era mais importante ou a construção dos personagens, eu fico coma junção dos dois, mas mais interessada nos personagens :/ Desisti de ler :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, os personagens me desanimaram muito na hora da leitura :/

      Excluir
  2. Achei interessante esse livro! Faz um tempo que procuro renovar minhas leituras e acabo de colocá lo em minha Wishlist literária de 2017! Seu Blog é lindo! Parabéns pelos Posts! Um grande beijo!

    www.tendenciacosmica.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem interessante sim! Recomendo a leitura, mas sempre tenha em mente que: os personagens vão te irritar hahahaahah
      Muito obrigada linda ♥
      Beijos

      Excluir
  3. Uau, eu amei a ideia do livro e as críticas que ele faz. Se fosse só por isso, eu super leria, mas a parte dos personagens me desanimou um pouco. Sei bem como é difícil dar prosseguimento à uma leitura sem se apegar aos protagonistas... Acho que a falta de respostas para certas coisas também me incomodaria. Pareceu que a ideia foi ótima, mas que pecou um pouquinho no desenvolvimento :/

    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi exatamente isso, o desenvolvimento pecou bastante. Acredito que ele deva ser lido sem muita empolgação e claro, quando a sua lista de "quero ler" estiver bem pequenininha hahahahaha

      Excluir
  4. adorei esse novo mundo. a obra me chamou muito atenção. e seu resenha colaborou pra isso. Eu não conhecia esse livro, mas gostei muito da proposta e a forma que foi construído a história. beijos

    Taynara Mello
    www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
  5. Não gostei do livro. Achei o enredo bem interessante, mas os personagens, que são responsáveis por levar o enredo para frente, não convencem. Achei um excesso de narração e poucas falas, o que nos afastam mais ainda dos personagens, não consegui sentir empatia. A história de Regina e seu marido é muito tipo novela das nove (clichê pra caramba). A profecia, que era o mais interessante, foi esquecida e deu a impressão de que o mundo acabou por qualquer outro motivo, menos pela profecia maia. O modo como as coisas acontecem não são explicadas, o que me faz não comprar essa história e as críticas à humanidade são soteradas por tudo isso. Por fim, senti a pior sensação que se pode sentir ao terminar uma leitura: sentir que seu tempo foi desperdiçado e você não reteu nada do que leu.

    ResponderExcluir

Olá pessoal! Sejam bem vindos à nossa seção de comentários, a opinião de vocês é de extrema importância para nós e vamos adorar ler cada comentário, mas claro, nunca se esqueçam de que gentileza gera gentileza ♥