Resenha: Rainha das Sombras, Sarah J. Maas

14:25




Ano: 2016

ISBN-13: 9788501106841

ISBN-10: 8501106844


Hoje eu venho aqui para falar sobre a resenha de um livro maravilhoso que vocês já devem ter visto eu comentar uma vez ou outra por aqui chamado: Trono de Vidro.
Quem pensou nele?
O quarto livro “Rainha das Sombras” lançou algum tempo no Brasil e como teremos o lançamento do próximo em breve, vim trazer essa resenha novamente para lembrar a todos dessa saga maravilhosa. Vou tentar ser o mais objetiva possível nessa resenha e não dar ataques em cada frase, lembrando que vai conter spoilers para quem não leu os outros livros.

SESSÃO SEM SPOILERS (desse livro):


Rainha das Sombras é o quarto livro da saga que continua a seguir com a estória de Celaena Sardothien que agora sabemos ser Aelin Galathynius.
O livro é separado em dois livros ou duas partes e dentro dessas partes temos também a própria separação da narração dos personagens.
Começamos com Dorian nosso lindo e amado príncipe que está preso dentro dele mesmo graças ao seu pai que colocou um príncipe valg dentro do corpo do filho. Contudo os fãs têm esperança desde o começo ao perceber que Dorian ainda está lá em algum lugar.
Temos também a parte de Manon. A bruxa dentes de ferro está desenvolvendo cada vez mais seu lado humano, a estória de Manon é extremamente interessante porque ficamos querendo saber como ela vai se entrelaçar com Aelin. Manon está agora tendo que receber ordens do Rei e do odioso duque Perrington - que conhecemos nos outros livros - e acaba conhecendo a sobrinha do duque: Elide.
Elide é uma garota que passamos a conhecer nesse livro, mas que já vimos ser citada no livro anterior como filha da mulher que sacrificou sua vida para proteger Aelin quando criança. A menina que deseja somente liberdade e poder escapar das mãos do seu tio. Mas haveria mais coisas por trás dela?
Sobre Chaol, sabemos que ele está com os rebeldes caçando os demônios valg e tentando ajudar a sua cidade de alguma forma enquanto também planeja resgatar o seu príncipe e com ele conhecemos também a melhor arqueira de todas: Nesyrn.
E a minha parte favorita do livro, Aelin e sua corte. Vemos a mudança de Celaena Sardothien para Aelin Galathynius, rainha de Terrassen, e não podemos segurar o orgulho quando ela aparece.
Esse deve ser o primeiro livro que conhecemos de verdade Aelin, a rainha, a prima, a amiga e a amante e adoramos cada pedacinho dela e seremos eternamente gratos por Celaena que foi e sempre será uma grande parte da mulher. Contudo, não há como se queixar do desenvolvimento da personagem e a interação dela com os outros personagens, principalmente sua corte.

É tudo que posso falar sem soltar spoilers sobre o livro. Então vamos para segunda parte.

SESSÃO COM SPOILERS (bem pequenos):


Começaremos com a nova personagem que estou completamente apaixonada: Lysandra.
Lysandra é – de uma forma menos pesada de se falar – uma cortesã. Sabemos que ela apareceu no spin off  “A Lâmina Assassina” que se passa antes dos eventos de Trono de Vidro e sabemos também que ela e Celaena não se dão bem, nem um pouco bem. Mas nesse livro vemos outro lado da mulher e como ela vai interagir com Aelin e o que elas têm em comum. No começo Lysandra é muito misteriosa e ficamos com um pé atrás sobre confiar nela até porque nenhuma numa é cena narrado do ponto de vista dela, bom, exceto uma...
Do lado das bruxas, temos As Treze e Manon que são que simplesmente fodas. Conhecemos melhor elas e percebemos que elas são mais complexas do que descobrimos no livro anterior, que enquanto Manon ainda está aprendendo como é ter compaixão ou qualquer tipo de sentimentos, percebemos que algumas delas podem já ter passado por essa fase e ainda não acreditam que Manon não chegou lá *cof* Asterin *cof*.
Chaol nesse livro, foi um grande problema. Eu já falei em um post que acredito que Chaol é um personagem extremamente leal e é – à Dorian -, contudo nesse livro ele estava simplesmente... Estressante. A sua falta de aceitação para com a mulher que ele já amou e para com a sua luta me dava vontade de entrar no livro e socar a cara dele e como se ainda não fosse o bastante suas cenas estavam tomando espaço de outros personagens que gostaria que aparecesse naquele momento.
Acredito que no final do livro ele conseguiu colocar seus pensamentos em ordem e conseguimos perdoar ele por tudo quando finalmente o entendemos.
Aedion. Lobo do Norte. Aedion como todos sabemos, se encontra presos na mão do Rei servindo de isca para quando Aelin aparecesse para resgatar seu primo, o que o Rei sabia que ela logo faria.
E quando acontece... Nossa senhora.
Acho que é quando o livro de fato começa para mim, porque podemos ver Aelin finalmente com seu primo que ama ela incondicionalmente e também podemos ver Aedion e Rowan interagindo juntos, o que para mim, além de ser extremamente divertido é também uma relação de amizade e respeito que vai crescendo entre eles.


O que me puxa para Rowan. Devo admitir que passei as primeiras páginas do livro - juntamente com Aelin - sentindo saudades o tempo todo do príncipe feérico. Queria que ele aparecesse logo porque eu sabia que ele teria que aparecer. E dito e certo. Quando ele apareceu fez valer a pena toda aquela espera e saudades.
Conhecemos ainda mais Rowan nesse livro e todos os seus lados.
Algumas pessoas podem reclamar da relação dele com Aelin, mais porque estão presas ainda em outros “ships” e não porque não gostam do personagem dele. Mas como já sabem, eu simplesmente AMO a relação deles. Acho que eles foram feitos um para o outro desde o livro anterior e nesse apenas confirmei o que achava - e o que Aelin acha - já que a única pessoa que ela consegue de fato se apoiar é em Rowan.
E claro, Aelin. Vou dizer muito pouca coisa sobre ela porque a única coisa que basta dizer é que ela é: foda. Todas as cenas com Aelin foram extremamente empolgantes, curiosas, emocionantes. Aelin é a minha personagem favorita sem dúvida e estou com medo para os que os dois últimos livros reservam a ela.

CONCLUSÃO:


Como sempre, Sarah J. Maas vai nos surpreendendo cada vez mais em cada livro fazendo um ser melhor e mais emocionante que o outro. Há tantos acontecimentos em Rainha das Sombras que hora alguma parece parado. 
Até certo ponto o livro parece que poderia ser o último da saga – se não fosse por várias coisas abertas -, mas ele tem um desenvolvimentos e fechamento tão grande que você sente que leu de tudo e não acredita que ainda terá dois livros pela frente. Livros esses que sabemos que Sarah não nos decepcionará.
Devo admitir que estou com medo por meus personagens favoritos e o que esperar deles já que Sarah acabou o livro com aquele puxão para o próximo que é o bastante para nos deixar curiosos.
De novo, recomendo esse livro para qualquer pessoa que goste de uma boa fantasia e de personagens interessantes, de mulheres fortes, de magia e acima de tudo uma fuga mais do que deliciosa da realidade.
Acho que estou desde a primeira página de Rainha das Sombras mais do que ansiosa para ler o próximo livro o que infelizmente não vai lançar tão rápido quanto eu gostaria - ainda mais agora com essa separação do livro em duas partes -. Mas temos fé e confiança que Sarah J. Maas nos fará amar ainda mais essa saga fantástica.


E vocês? Já leram o novo livro da saga? O que acharam? Adoraria saber de mais fãs por esse mundo afora.
Até a próxima pessoal ;*




22 anos, estudante de publicidade e propaganda. Sou apaixonada por ler, por livros, por escrever. Meu maior sonho é ser uma autora.

22 anos, mãe, escreve nas horas vagas e está sempre acompanhada de um livro. Ler é sempre uma grande aventura.

You Might Also Like

7 comentários

  1. Não conhecia esse livro mas parece ser bem legal. Gosto muito de fantasia, aventura e ação, e acho que esse livro seria uma ótima escolha para mim. Também gostei do fato dele ser sobre uma mulher guerreira, sempre bom ler sobre personagens femininas fortes para variar um pouco. Espero poder ler algum dia.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia esse livro, mas gostei bastante da sua resenha. A capa é muito linda, atualmente estou lendo A Espada de Shannara mas depois pretendo começar a ler essa coleção. Adorei, bjs!
    Blog Positividade Fashion

    ResponderExcluir
  3. UAAAL, achei bem interessante o gênero. Porém ultimamente minha vida ta uma loucura e faz um tempinho que não leio nada. Adorei sua indicação :)

    Alana zoz

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia essa saga. Parece ser muito boa, adoro aventura, mistério e ele pelo visto está cheio. Amei a dica

    ResponderExcluir
  5. Eu sou meia desligada a livros, mas esse parece ser bem interessante! Acho que se virasse um seriado seria incrível!

    beijos

    ResponderExcluir
  6. Que capa linda, gostei demais da sua resenha dividida em duas partes. Parece ser um livro bem interessante digno de virar um filme. Beijos

    ResponderExcluir
  7. Não conheço esse livro não, mas já fiquei mega curiosa para ler.
    Parece ser bem interessante e essa capa chama atenção né

    ResponderExcluir

Olá pessoal! Sejam bem vindos à nossa seção de comentários, a opinião de vocês é de extrema importância para nós e vamos adorar ler cada comentário, mas claro, nunca se esqueçam de que gentileza gera gentileza ♥