Resenha: Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo

by - segunda-feira, fevereiro 12, 2018


Olá pessoal!

Hoje, como vocês sabem, é dia de resenha! E é uma das boas, porque o livro que eu vou falar é super especial e me marcou muito!

Eu acho extremamente difícil falar sobre algo quando eu gosto muito, me faltam palavras, e é complicado tentar colocar em alguns caracteres algo tão subjetivo e tão íntimo que foi a marca que esse livro deixou na minha vida, mas eu vou tentar, juro.

Eu conheci esse livro através de uma amiga, ela me mandou pelo correio para que eu pudesse ler, e a minha experiência com ele foi incrível, passei toda a minha leitura mandando trechos e frases para ela pelo whatsapp surtando com cada trecho lindo que eu lia.

O livro conta a história de Aristóteles e Dante, quando eu me deparei com esses nomes pensei que o autor fizesse uma relação com as figuras históricas, imagina a minha surpresa quando percebi que além de não serem O Aristóteles e O Dante, eles eram dois adolescente que estavam perdidos dentro de si mesmo.

A história é narrada do ponto de vista do Aristóteles, ele é um adolescente diferente, ele não tem amigos, está sempre perdido em seus próprios pensamentos e por causa da prisão de seu irmão sua família possui problemas de relacionamento; as relações familiares desse livro são muito fortes, principalmente nos problemas que cada um tem que enfrentar e em como isso reflete na vida dentro de casa; do outro lado, temos Dante, confiante e extrovertido, poderíamos considerá-lo o oposto de Ari, e isso só se comprova pelo relacionamento aberto que ele possui com os pais, e em como ele incorpora o Ari em todos os aspectos na vida dele.


A relação do Ari com o Dante foi algo que me encantou de primeira. Eu me apaixonei por eles dois e por todos os significados que cada um foi construindo na vida do outro ao longo da narrativa, o Aristóteles estava lá quando o Dante precisou dele, e o Dante ensinou o Ari a se expressar. As diferenças deles dois vão se complementando e a cada momento eles se ensinam em alguns aspectos.

O que eu mais gostei na personalidade do Aristóteles foi sua profundidade, ele é um adolescente diferente, suas interpretações sobre a vida e sobre tudo aquilo que acontece é completamente inusitado, ele é tão sensível dentro de todas as barreiras que ele construiu, que é lindo ver cada tijolo sendo derrubado conforme a história se desenrola. O Dante é espontâneo, sua sinceridade e persistência foram o que me fizeram querer guardar ele numa caixinha, ele é sincero com o mundo, mesmo tendo os seus problemas internos, ele luta, ele não desiste, e ele é tão cheio de luz. Claro, falar do Dante é bem difícil porque é atravessado pelo olhar do Ari, então a gente não consegue perceber os caminhos escuros dele, a gente sabe que estão lá, pelos acontecimentos, mas ele transborda amor, e isso foi lindo de ler.


Ver duas pessoas tão problemáticas e tão lindas, cada uma do seu jeito, se encontrarem foi um milagre do universo, Benjamin escreveu de forma encantadora, ele pontuou cada acontecimento, cada um deles teve importância para quem eles se tornaram no final do livro. Como uma escada, a gente vai pisando um degrau por vez junto com os dois personagens, e eu simplesmente adoro esse tipo de narrativa, a gente cresce junto com os personagens e no final do livro acabamos por nos transformar numa versão melhor de nós mesmos.


Outro ponto super positivo para esse livro é a presença constante da poesia, o pai do Dante é professor de literatura, então ele empresta vários livros de poesia para o Ari, ele quase não lia e acabou se apaixonando por poesia. Essa transição do personagem foi muito importante para ele, porque ele adquiriu sensibilidade, ler poesia o tornou uma pessoa melhor e contribuiu diretamente na amizade deles dois. 


Algo que me impactou muito ao ler esse livro foi a forma como as pessoas transformam a vida do outro, cada ação, cada palavra, cada atitude que a gente toma atinge a vida do outro de alguma forma e é importante termos consciência disso e buscarmos sempre fazê-lo de forma positiva. Ser luz na vida do outro pode ser mais fácil do que a gente imagina.

Enfim pessoal, espero que vocês tenham gostado da resenha, então não deixem de me contar aqui nos comentários ou nas redes sociais que estão aqui do lado direito, para que a gente possa conversar.
Aproveitem bastante o carnaval para colocarem as leituras todas em dia! ;)
A gente se vê no próximo post.

You May Also Like

0 comentários

Olá pessoal! Sejam bem vindos à nossa seção de comentários, a opinião de vocês é de extrema importância para nós e vamos adorar ler cada comentário, mas claro, nunca se esqueçam de que gentileza gera gentileza ♥